Precisamos Cuidar Também da Nossa Vida Espiritual.

Além da  recuperação de dependentes químicos do álcool e das drogas, não pode faltar o incentivo e a disciplina Espiritual da salvação da alma. E por isso que através de nossa experiência vocacional, decidimos implantar e intensificar a pratica da oração. Sabemos que cada SER é único em sua maneira de ser, agir e pensar.

Hoje sabemos que o movimento Mariano do TERÇO DOS HOMENS, tem contribuído demais neste quesito de restauração de homens e famílias e; conhecendo um pouco mais desta prática devocional resolvemos iniciar em nosso espaço, especificamente em nossa capela um "GRUPO DO TERÇO DOS HOMENS".

Vários são os testemunhos de irmãos no processo de recuperação, que abandonaram a sua FÉ e até mesmo desacreditaram de um DEUS transformador e acolhedor. O nosso grupo que podemos chamar de família, está cada vez mais encantado e envolvido com os mistérios desta Santa Devoção. Podemos perceber nas atividades do dia a dia no rosto dos irmãos, que MARIA realmente é o caminho mais puro, doce e verdadeiro para se chegar a CRISTO. Somos o TERÇO DOS HOMENS, que além da busca de nossa salvação, precisamos lutar no dia a dia contra os vícios que nos envolvem e tentam destruir nossas vidas e famílias. 

Pedimos a todos os irmãos do TERÇO que constantemente se reúnem, para rezarem por nós e por nossa recuperação.

O Terço dos Homens é um exemplo de fé e devoção

A missão do Terço dos Homens é resgatar para o seio da Igreja de Cristo homens de todas as idades, pois a presença masculina na Igreja é imprescindível para a formação da família e de uma sociedade cristã. O Terço dos Homens é um exemplo de fé e devoção.

A oração do terço, além de nos conduzir para a oração, leva-nos a meditar sobre os principais mistérios da redenção que Cristo nos oferece.
Com a meditação do mistério redentor, também lembramos Maria de Nazaré, que assumiu a maternidade divina fazendo a vontade de Deus, dando-nos o Salvador. Este foi o jeito que o Pai escolheu para nos dar seu único Filho.

O Movimento Terço dos Homens é um dom do Espírito Santo para toda a Igreja. É um presente de Nossa Senhora para seus filhos que desejam seguir Jesus Cristo. E quem participa dele, torna-se Dom e bênção para o mundo. 

www.terconasmaosfenocoracao.com 

EIS AÍ A TUA MÃE!

Livro: "A VIRGEM MARIA - 58 CATEQUESES DO PAPA SÃO JOÃO PAULO II"

1. Depois de ter confiado João a Maria com as palavras: "Mulher, eis aí o teu filho!", Jesus, do alto da cruz, dirige-se ao discípulo predileto, dizendo-lhe: "Eis aí a tua Mãe!" (Jo. 19, 26-27). Com esta expressão, Ele revela a Maria o vértice da sua maternidade: Enquanto Mãe do Salvador, Ela é a mãe também dos remidos, de todos os membros do Corpo Místico do Filho.

A Virgem acolhe no silêncio a elevação a este máximo grau da sua maternidade de graça, tendo já dado uma resposta de fé com o seu "SIM" na Anunciação.

Jesus não só recomenda a João que cuide de Maria com particular amor, mas confia-lhe para que a reconheça como a própria mãe. Uma mãe que acolhe.

Durante a última Ceia, "o discípulo a quem Jesus amava" escutou o mandamento do Mestre: "Que vos ameis uns aos outros, como Eu vos amei" (Jo. 15, 12) e, reclinando a cabeça no peito do Senhor, recebeu d'Ele um singular sinal de amor. Essas experiências prepararam-no para perceber melhor, nas palavras de Jesus, o convite a acolher Aquela que lhe é dada como mãe e a amá-la como Ele com ardor filial.

Oxalá (significa, "tomara que") todos descubra nas palavras de Jesus: "Eis aí a tua Mãe!", o convite a aceitar Maria como mãe, respondendo como verdadeiros filhos ao seu amor materno.

2. À luz dessa entrega ao discípulo predileto, pode-se compreender o sentido autêntico do culto mariano na comunidade eclesial. Este, de fato, põe os cristãos na relação filial de Jesus com a Sua mãe, colocando-os na condição de crescerem na intimidade com ambos.

O culto que a Igreja presta à Virgem não é apenas fruto duma iniciativa espontânea dos cristãos, diante do valor excepcional da sua pessoa e da importância do seu papel na obra da salvação, mas baseia-se na vontade de Cristo.

As palavras "Eis aí a tua mãe!" exprimem a intenção de Jesus de suscitar nos discípulos uma atitude de amor e confiança para com Maria, conduzindo-os a reconhecer n'Ela a própria mãe, a mãe de todos os Cristãos.

HÁ UMA GRANDE FESTA NO CÉU POR UM PECADOR QUE SE ARREPENDE.

Digo-vos que assim haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende, mais do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento. Lucas 15:7

Qual o motivo para nós seres humanos fazermos uma grande festa? Às vezes algo como aniversário, casamento, noivado, quem sabe conquista da casa própria. Tudo isso é motivo, às vezes, para fazermos uma grande festa.

Você faria uma festa para alguém que não vale nada? Você faria festa por um ladrão arrependido? Jamais gastaríamos um centavo, nem tão pouco, comemoraríamos com pessoas assim não é mesmo? Mas Deus não vê como o homem, Deus olha para esses excluídos e vê "O Cordeiro imolado sendo sacrificado por eles". Isso é AMOR.

E quais são os reais motivos para que haja uma grande festa no céu?

Bem, segundo o evangelho de Lucas, é quando um ser humano pecador se arrepende de seus pecados. É difícil pensar como Deus investiria em sujeitos assim.

É difícil pensar como Deus ama gente como: marginais, prostitutas, pedófilos, estupradores e maníacos. Normalmente para nós pessoas assim estariam fora de nossa lista, jamais entrariam em nossa casa nem, tão pouco, investiríamos nelas. Mas Deus recebe, perdoa, investe e ainda dá uma grande festa quando, verdadeiramente, elas, arrependidas, recebem a Jesus como Salvador de suas vidas.

Isso é Graça, isso é o amor Ágape de Deus. Quando há uma profunda reflexão e arrependimento de pessoas como essas acima, entra o favor divino através de Cristo apagando seus pecados e deixando-os como novas criaturas. Elas são transformadas, elas recebem novas vestes, elas falam um novo linguajar, e como prêmio tem seus nomes escritos no Livro da Vida do Cordeiro.

Alguns se acham bem melhores por que nunca matou, nunca roubou, nunca adulterou. Muitas vezes sentimos a síndrome do irmão do filho pródigo, em vez de sentirmos alegria e participarmos da festa, no retorno da salvação daquele que estava perdido, falamos: Pra que festa para este que abandonou a Deus. Pra que danças, churrasco para este que sempre decepcionou o Pai? 

Lucas 15:11-32

Muitas vezes vemos comentários como: Depois que esse fulano matou, roubou destruiu uma família entrou pra igreja e passa como bonzinho.

A salvação é algo imensurável, algo precioso aos olhos de Deus. Notemos que o texto base diz: Que há festa no céu quando alguém se converte, quando alguém se arrepende. O Céu se mobiliza para tamanha comemoração.

Pensar como o irmão do filho pródigo contraria o real pensamento de Deus quando enviou seu Único Filho para que pagasse as dividas dos pecadores. Jesus morreu justamente por gente que segundo os nossos olhos não vale nada. Jesus morreu pelo estuprador, Jesus morreu pela prostituta, Jesus morreu pelos pedófilos. O próprio Jesus disse que veio para os doentes.

E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento. Marcos 2:17

Difícil não é? Pois bem, pessoas como essas, uma vez arrependida e recebendo a Jesus, vai para o céu igualzinho você. Isso é Graça, favor imerecido. Isso é Amor, Amor Ágape de Deus.

Por que Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Único Filho Jesus para que todo aquele que nele crer não pereça mais tenha a vida eterna. João 3:16

MISSIONÁRIOS T.H